Chef Luiz Filipe Souza é selecionado na semi final do Bocuse D´or no México | Guia da Culinária
 
 
 
 
Você está aqui : Home > Notícias > Chef Luiz Filipe Souza é selecionado...
16/04/2018

Chef Luiz Filipe Souza é selecionado na semi final do Bocuse D´or no México

Na noite de 13 de abril, o chef Luiz Filipe Souza – que comanda o Evvai, foi anunciado como um dos cinco selecionados para a grande final do Bocuse D’or, maior concurso de gastronomia do mundo, na Cidade do México

Compartilhe:



Concorrendo com mais 11 participantes de países das Américas, Luiz Filipe – representando o Brasil -, foi avaliado pelo júri composto por renomados chefs internacionais, como Jeróme Bocuse, filho de Paul Bocuse e criador do concurso e presidente do Bocuse d’Or, Guy Santorono, presidente do concurso, Javier Plascencia, presidente de Honra e Mathews Peters, presidente do júri, e outros, após mais de cinco horas de prova, que envolveu a elaboração de pratos com foco no sabor, originalidade e respeito pelo produto.

O chef apresentou dois pratos; o primeiro tinha como tema o uso de dois ingredientes obrigatórios: o salmão e caranguejo; já o segundo prato, apresentado em bandeja, exigiu a combinação de frutas vermelhas com um leitão. Para o primeiro prato, o time fez um salmão Mi-cuit, curado na beterraba e cozido com molho de puxuri e tempero amazônico. Já a carne do caranguejo foi desfiada e temperada com maionese e farinha de Uarini, modelada como um “mil folhas”, hidratado com um caldo de peixe e ovas de truta para completar. A carne do ouriço foi batida e criada um flan, que foi colorido com tinta de lula. Capellini fresco frito e também colorido com tinta de lula, foi o toque para lembrar um ouriço do mar. Para o Tartelete de palmito pupunha, o coração do palmito fresco foi assado e virou um purê. A base foi feita com massa de harumaki e coberta com lâminas de palmito cru, com um toque de raspas de limão.

Já o segundo prato, chamou a atenção desde a escolha da bandeja em si. Criada pelo designer Paulo Alves em madeira de paricá com a intenção de recriar uma tradicional paisagem brasileira. A coxa do porco foi cortada em mosaico e remontada no prato, coberta com mousse de frango e lardo colognata – bacon feito na região da toscana que passa seis meses em maturação – finalizada com estragão e molho de framboesa. Já a parte do lombo foi prensada e moldada com a pele da barriga do leitão e servida com frango, lardo de colognata e trufas negras. Uma das guarnições foi terrine de foies gras com gelatina de framboesa e trufas, na forma de “mil folhas”, em homenagem a Paul Bocuse. A orelha do porco, foi defumada e servida com cural e farofa de torresminhos crocantes. Para finalizar, o canoli de biju, feito com polvilho azedo, foi recheado com purê de castanha de caju e por cima uma redução de tucupi com trufas.

A etapa continental aconteceu após a vitória de Luiz Filipe na etapa brasileira, realizada no dia 16 de março, no Sirha São Paulo. Na data, o chef conquistou a oportunidade de representar o Brasil na semi final do concurso – popularmente conhecido como a “Copa do Mundo da Gastronomia” - após competir com grandes chefs como Ricardo Dornelles - que ficou em segundo lugar -, Danilo Nakamura e Marcelo Milani – em terceiro e quarto lugares respectivamente.

O chef agora se prepara para enfrentar mais 23 competidores na grande final, que acontece em janeiro de 2019, em Lyon, na França.

Pela terceira vez no México, o evento - criado há 30 anos pelo renomado chef Paul Bocuse – aconteceu dentro do Sirha México, feira de negócios, hotelaria e alimentação.

Sobre Luiz Filipe Souza

Formado em administração pela ESPM, foi na gastronomia que Luiz Filipe Souza se encontrou. Se formou na área pela Faculdade Anhembi Morumbi e iniciou sua carreira no restaurante Fasano, sob o comando do chef Salvatore Loi, que tem grande papel em sua formação gastronômica.

Com especializações em cozinha de baixa temperatura pelo The International Culinary Center, em Nova Iorque, e no restaurante Reale, três estrelas Michelin em Abruzzo, do chef Niko Romito, na Italia, o jovem chef de apenas 28 anos já acumula bagagem repleta de experiencias.

No Brasil, além do Fasano, Luiz já trabalhou e prestou consultoria para casas como Girarrosto, Loi Ristorantino (hoje, apenas Ristorantino), as duas unidades do Piselli, auxiliando a implementação do Piselli Sud, no Shopping Iguatemi, e Restaurante Salvatore Loi. Ali, permaneceu como sous-chef até o final de 2016, sendo responsável pela criação diária das amouse bouches que abriam as refeições e faziam sucesso entre os clientes e nas redes sociais, como o instagram, onde ele acumula mais de 20 mil seguidores (@luizfilipe).

Desde julho de 2017, o chef comanda o Evvai, seu restaurante de alta gastronomia italiana com ambiente e serviço informais, localizado em Pinheiros.

Serviço - Evvai
Endereço: Rua Joaquim Antunes, 108 – São Paulo - SP
Telefone: (11) 3062-1160
Instagram: @evvai_sp

FONTE: Coletiva Comunicação








Comente esta notícia